Desejo

“Como pode desejar tanto uma pessoa assim?” Foi o que você me disse quando voltou pra me dar um último beijo de despedida.

Confesso que fiquei sem resposta. E não consigo encontrar nenhuma até agora.

Não sei a qual forma de desejo você se referiu, mas eu me refiro a todas. Desejo afetivo, sexual, amoroso, carinhoso e qualquer outro que exista. Sei apenas que desejo. Intensamente. Da melhor forma possível.

Desejo seu bem. Que você se sinta bem consigo mesmo, com os outros, comigo, com as responsabilidades, mas principalmente consigo mesmo. E se necessário, estou aqui pra te ajudar a sentir assim. Às vezes tudo o que a gente precisa é de alguém que nos ajude a espantar nossos demônios e descobrir todo um mundo novo que eles nos impediam de enxergar. Se eu for essa pessoa pra você, sorte de nós dois.

Desejo você. De corpo e alma se entregando pra nós. Nós que formam um dos laços mais belos já vistos pela humanidade. Seu corpo é um dos mais belos caminhos que gosto de percorrer. Só não é mais belo que o caminho percorrido pra te encontrar. Nossos corpos se desejam, se encaixam e se amam. Chega a ser algo próximo do involuntário quando eles se encontram. Assim como nós, é tudo fora do normal!

Desejo seu amor. Da forma mais pura e simples que possa ser. Que seja verdadeiro, como tudo que vejo em você. Verdade. Uma pessoa de verdade, que ama, que tem medo mas que vive.

Desejo estar com você. Assim, simples. Eu e você. Assim como disse Mateus Santana; “‘eu e você’, só isso mesmo, tem rima não mas é poesia”. Desejo ser com você poesia, cor, alegria e amor. Apenas ser. Amor.

Continuo sem saber como é possível desejar tanto assim uma pessoa, mas sei que desejo.

O que sei é que desde que você chegou parei de procurar respostas pra tudo e decidi me entregar ao sentimento mais belo e puro que já senti por alguém!

Um beijo!

Esta entrada foi publicada em Amores e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *