meias palavras

eu não gosto de meias palavras. gosto de tudo ali, dito com todas as letras de forma clara. pra não restar dúvidas.

eu sei que às vezes o subentendido é mais bonito, é mais atrativo, mas eu sempre gostei do que é gritado. escancarado. feito pra não deixar dúvidas.

eu nunca fui das pessoas mais discretas, que conseguem esconder o que estão sentindo, o que pensam ou o que gostam. sempre fui transparente, tal qual um vidro novo. em todos os âmbitos da vida. principalmente em relacionamentos.

odeio ter dúvidas e incertezas, elas atrapalham o desenvolvimento de qualquer coisa. e elas são diferentes do medo. o medo faz parte sempre, e acho que é ele que nos faz caminhar pra frente sempre. eu sei que vai ter gente que vai dizer que medo é a mesma coisa que dúvida, mas euzinha não acho. o medo normalmente é de algo que não conhecemos, ou que conhecemos mas temos medo de enfrentar. já a dúvida vem de algo que não sabemos nada a respeito, que não depende só da gente e que pode ter influências gigantescas no que quer que seja que vamos fazer.

por isso eu gosto do que é claro, gritado e escancarado. pra não deixar dúvidas e aumentar o medo.

Esta entrada foi publicada em Basicalidades, Textos, Vida e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *